15/02 - Dia Internacional de luta contra o Câncer Infantil

O dia 15 de fevereiro é marcado pelo grito mundial para a conscientização do câncer em crianças e adolescentes e, neste ano de 2021, completa sua 20ª edição.
 
O Dia Internacional do Câncer Infantil, instituído pela Childhood Cancer International (CCI) (1) desde 2001, tem como objetivo educar o público em geral e profissionais de saúde sobre o câncer infantojuvenil, favorecendo o acesso desta população aos melhores tratamentos e medicamentos, em qualquer lugar do mundo, além de expressar apoio às crianças e adolescentes com câncer, aos sobreviventes e suas famílias.
 
A “Árvore da Vida” 

arvore da vida Foi a imagem universal projetada para ilustrar a campanha lançada pela CCI, para o período de 2021 a 2023. As impressões de mãos das crianças representarão as taxas de sobrevivência da criança com câncer, em contexto regional, nacional e internacional. As raízes representarão os elementos-chaves (ações) para conseguir essa sobrevivência. Um convite para que mundialmente as instituições criem a árvore da vida do seu país, simbolizando que o câncer infantil é curável. (Crédito da imagem: Childhood Cancer International - CCi - Campanha de 2021).
 
A homenagem deste ano é um reconhecendo o papel das crianças, dos profissionais e das famílias, que serão honrados nos próximos anos para a bravura, a coragem e a resiliência de crianças e adolescentes, que lutam diariamente contra o câncer, e nos ensinam heroicamente sobre a vida e o futuro.
 
A doença

Câncer é quando algumas células do corpo sofrem alterações genéticas (um dano no seu interior), tornando-se diferentes das células normais, e começam a crescer descontroladamente e se espalhar pelo organismo.
 
Os tipos mais comuns de câncer infantil são leucemias (câncer da medula óssea), linfomas (câncer do sistema linfático) e os tumores de sistema nervoso central (2).
 
No Brasil, são esperados 4.310 casos novos no sexo masculino e de 4.150 para o sexo feminino, para cada ano do triênio 2020-2022, tornando o câncer infantojuvenil líder no ranking de causas de mortes, por doença, em crianças e adolescentes, entre 0 a 19 anos (2).
 
Diferente dos cânceres dos adultos que podemos prevenir, as causas da maioria dos cânceres infantis ainda são desconhecidas. Mas, graças aos progressos significativos das pesquisas clínicas e tratamentos, hoje em torno de 80% das crianças e adolescentes podem ser curados. No entanto, para que isto aconteça os pacientes precisam ser diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados (1).
 
Diagnóstico precoce

Diagnóstico Precoce O diagnóstico precoce acontece quando os sinais e sintomas dessas neoplasias são detectados na sua fase inicial, em estadios mais localizados, permitindo a redução das complicações agudas e tardias do tratamento. Isso reforça a necessidade de famílias e profissionais de saúde conhecerem os principais sintomas que podem acontecer no início da doença e buscarem atendimento especializado (3-4).
 
Alguns sinais e sintomas que podem estar relacionados ao câncer infantojuvenil são (3-4)::
 
- palidez, hematomas ou sangramento;
- caroços ou inchaços, especialmente se forem indolores, sem febre ou outros sinais de infecção;
- perda de peso inexplicada ou febre, tosse persistente ou falta de ar;
- alterações nos olhos, como: pupila branca, estrabismo de início recente, perda visual, hematomas ou inchaço ao redor dos olhos;
- inchaço abdominal;
- dores de cabeça, especialmente se for incomum, persistente ou grave, vômitos (em especial pela manhã ou com piora ao longo dos dias);
- dor em membros como braços ou pernas, ou dor óssea, inchaço sem trauma ou sinais de infecção;
- cansaço excessivo.
 
sintomas cancer infantil
 
Centros Especializados

Para essa complexidade, os centros especializados oferecem os melhores tratamentos e equipes capacitadas para cuidar de crianças e adolescentes como um todo, considerando não só a doença, mas, o individuo e sua família, suas dores, emoções e necessidades específicas, com foco na qualidade de vida durante e após o tratamento.
 
A maioria dos cânceres na infância pode ser curada com uma combinação de quimioterapia com outros tratamentos, incluindo cirurgia e radioterapia. Os principais tratamentos são quimioterapia, cirurgia, radioterapia, transplante de medula óssea, aplicadas de forma racional, e individualizada para cada tipo específico e de acordo com a extensão clínica da doença (3-4).
 
O engajamento da equipe de saúde nessa luta

Sabendo da importância do diagnóstico precoce para uma maior sobrevida dessas crianças, é fundamental a presença de uma equipe de saúde qualificada desde a Atenção Primária à Saúde, com uma rede de atenção bem articulada para o seu adequado encaminhamento para centros especializados (3-4).
 
A luta de todos os profissionais contra o câncer infantil precisa está ancorada em conhecimento dos sinais e sintomas para o diagnóstico precoce e em um cuidado de qualidade e humanizado, tanto para as crianças como para suas famílias.
 
Destacamos o engajamento dos enfermeiros, estabelecida em sua atuação multiprofissional, por meio das ações de educação em saúde e das campanhas de conscientização e de orientação. A enfermagem é uma profissão cujo foco central é o cuidado humano em todas as suas dimensões e situações. A presença do enfermeiro(a) em todos os cenários de prática com a criança com câncer e sua família faz muita diferença, cuidando, acolhendo, apoiando, realizando escuta atenta, dando informações e oferecendo intervenções, a fim de ajudá-los a ter seu sofrimento suavizado.
 
Nesse sentido, um grupo de discentes graduandos e pós-graduandos, sob a liderança da docente Myriam A. Mandetta, do Departamento de Enfermagem Pediátrica da Escola Paulista de Enfermagem da Universidade Federal de São Paulo (EPE/Unifesp), produziu materiais informativos validados por especialistas e população-alvo, cuja utilização tem sido considerada extremamente útil pelas crianças/adolescentes com câncer e suas famílias. A lista dos materiais disponíveis para aplicação com o contato para autorização de uso segue abaixo:
 
- Material educativo: Meu filho tem leucemia e agora? (Autores: Larrissa Guanaes dos Santos e Myriam A. Mandetta. E-mail: l.guanaes.s@hotmail.com)
- Aplicativo TMO-App para tablets, sistema IOS (Autores: Adriana Maria Duarte e Myriam A. Mandetta. E-mail: adriana@mdlink.com.br)
- Álbum seriado Retinoblastoma (Autores: Juliana dos Santos Soares e Myriam A. Mandetta. E-mail: js_soares3@hotmail.com)
- Jogo de tabuleiro Skuba: uma aventura no fundo do mar (Autores: Daniela Doulavince Amador e Myriam A Mandetta. E-mail: dani_doulavince@yahoo.com.br)
 
Referências

(1) Childhood Cancer International. Internet [acessado em 07 de fevereiro de 2021]. Disponível em: https://internationalchildhoodcancerday.org

(2) Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Estimativa 2020: incidência de câncer no Brasil / Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Rio de Janeiro: INCA, 2019.

(3) Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Diagnóstico precoce do câncer na criança e no adolescente / Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva, Instituto Ronald McDonald. 2. ed. Rio de Janeiro: Inca, 2014.

(4) Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Especializada e Temáticas. Protocolo de diagnóstico precoce do câncer pediátrico [recurso eletrônico] / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Especializada e Temáticas. Brasília: Ministério da Saúde, 2017.
 
Autoras

cancer infantil 15 de fevereiro autoras
 

Pedidos online para restaurantes Aumentar vendas e pedidos em restaurantes Aplicativo de delivery para restaurantes Site para fotógrafo Vender fotos online loja online criação de site plataforma de ecommerce Facebook Ads / Instagram Ads